A Elegância do Ouriço – Muriel Barbery

A_ELEGANCIA_DO_OURICO_

 Qual o total de páginas, do ponto de vista de conteúdo e experiência do livro a elegância do ouriço? Em alguns momentos flui tão rápido e me diverte tanto, que poderia jurar que ele tem menos do que trinta páginas, já em outros momentos em que penso no livro, há lá tantas coisas que aprendi e que me rendem tantas horas pensando no bendito que chego a imaginar que ele deveria ter umas setecentas páginas. Na verdade a quantidade real de páginas que o livro possui é bem pequena, são apenas 350 páginas, de puro prazer, seja pelo seu humor, ou pelas inúmeras referenciam culturais e artísticas, ou seja, simplesmente pelo fato de ele distrair o leitor.
Renée é a zeladora do número 7 da Rua de Grenelle, um luxuoso prédio onde mora algumas famílias ricas e esnobes, apesar de ser muito culta ela tenta disfarçar sua cultura e inteligência, para que ninguém possa suspeitar de que ela seja uma leitora voraz e extremamente inteligente. No mesmo prédio vive a garota Paloma, uma menina superdotada e que apesar de observar o mundo de uma maneira muito lúcida, pretende se suicidar, no seu aniversário de 13 anos, se não achar um sentido para vida, e atear fogo no apartamento, pois tem consciência de que se os seus pais souberem que ela é superdotada vão passar a exibi-la como um objeto de luxo.
 Na verdade a elegância do ouriço vai à contra mão dos outros best-sellers, enquanto neste o objetivo aparente é de fazer ocorrer o maior número de fatos em menos tempo, em a elegância o maior movimento ocorre nas idéias e digressões feitas por ambas; Renée através de sua narrativa, Paloma que escreve em seus diários vão intercalando as vozes narrativas. Uma coisa que fica bem obvio é que sempre quando vai acontecer um grande fato na vida de uma das duas sua narrativa é cortada e começa a narrativa da outra, estes dois focos narrativos só irão se encontra com a chegada de um novo hóspede ao prédio, um japonês que logo percebe Paloma e Renée entre a variedade de habitantes do prédio, e trava amizade com as duas e ajuda uma a tomar consciência da outra.
  Um outro ponto positivo dentro da criação do livro são os personagens secundários; Colombe, a irmã de Paloma, que estuda filosofia e vive infernizando a irmã, a mãe das duas uma mulher com doutorado em literatura, mas é completamente viciada em calmantes e em fazer análise. Junto a Renée também há outros não menos fascinantes, como Manuela, uma mulher que imigrou de Portugal para Paris e tem, apesar da vida pobre, uma alma luxuosa, ou também Leon o gato de Renée que é quase um importante personagem na trama, mas o terceiro personagem central o japonês só ira entrar na trama na metade do livro em diante e servira quase que
exclusivamente como gancho para juntar Renée e Paloma, os movimentos dele ira afetar o movimento delas duas assim como as bolas coloridas no jogo são afetados pelo movimento da bola branca, o comportamento inicial delas no livro será alterado após a chegada dele.
É para mim uma coisa bem difícil falar sobre este livro, pois quando falo em livros bons posso ficar horas falando sobre ele, para ou convencer a pessoa a ler pelos meus argumentos, ou para ela simplesmente concordar em ler para que eu cale a boca (risos),  também há uma dificuldade quanto ao limite de ate onde posso estender minhas considerações sobre o texto, pois sinto que poderia ficar horas escrevendo sobre ele então vou  finalizar por aqui com um conselho leiam ele!
Anúncios

Uma resposta em “A Elegância do Ouriço – Muriel Barbery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s