O céu de hoje – ( Poem A Day- dia 2 )

O céu de hoje

Caminhando rapidamente, as quinze para as oito da manhã, olho ligeiramente o céu enquanto passo por baixo de uma árvore ou outra, morar em uma cidade bem arborizada dá nisso… só poder ver o céu pelo espaço entre uma árvore ou outra, para melhor informações Irapuru é considera uma das cidades mais arborizadas do Oeste Paulista (alguns anos atrás nós já fomos considerada uma das mais sujas, olha nós aqui no topo da lista sempre, não importa qual seja o feito).

Quando chego ao meu serviço é que olho mais atentamente o céu, apesar de o sol ter aparecido eu definiria ele hoje como ornamental; deixou o céu bem claro e luminoso, mas não foi um daqueles sol fortes que esquentam as coisas, um exemplo disso é a mureta que sento para observar meus “alunos “enquanto eles estão na quadra, que nem deu sinal de notar o sol e continuou fria.

Pela tarde o sol ficou mais luminoso, (só luminoso continuo sem esquentar nada!), mas talvez o meio mais fácil de medi o céu e como ele está é na hora do banho dos meus alunos (não, eles não tomam banho a céu aberto) apesar de um céu luminoso alguns deles resistiram a ideia do banho por achar que estava um dia frio.

Ah claro prefiro dias nublados.

Anúncios

Uma resposta em “O céu de hoje – ( Poem A Day- dia 2 )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s