Minúsculos assassinatos e alguns copos de leite – Fal Azevedo

MINUSCULOS_ASSASSINATOS_E_ALGUNS_COPOS_D_1231353240B

Eu acredito que cada livro é um livro, prefiro pensar assim do que seguir o método de se não gostei de um livro de um autor não gostarei de nenhum, e é assim que eu acabo    dando novas chances a autores que li um livro e achei chato. É este o caso da escritora Fal Azevedo, quando li seu primeiro livro Sonhei que a neve fervia (uma obra onde ela mostra como viveu o primeiro ano após a morte do seu marido), no caso não gostei tanto deste primeiro contato, mas notei que tinha um estilo muito interessante ali que adoraria ver na ficção, o que acabou me fazendo procurar o seu livro anterior Minúsculos assassinatos e alguns copos de leite.

Livro em mãos comecei a ler, e fui sugado pelo livro, que de forma fragmentada conta a história de Alma, uma pintora de meia idade que vai relembrando fatos de sua vida, que é em grande parta composta por muitas dores e perdas. Mas o livro não é do tipo coitadinha de mim, pelo contrário a personagem sabe rir de si mesma, e sabe ser consciente a ponto de entender quando foi que ela errou, e quando foi que ela acertou.

De forma não linear e fragmentada será mostrado a infância com os pais em uma espécie de comunidade hippie até o momento atual onde al vive em uma casa cheia de cachorros e ao lado do seu vizinho inseparável, passando é claro pelo divórcio dos pais, a morte da irmã, relacionamentos abusivos e vícios, muitos vícios desde comida até mesmo remédios, ou relacionamentos abusivos.

Isso não quer dizer que a vida de Alma seja um mar de tristeza a ponto de após o livro o leitor ficar na fossa, ela é uma vida normal, com momentos tristes e momentos alegres, mas é claro que a alegria é muito mais fugaz que   algumas marcas que   a pessoa carrega ao longo da vida.

Minúsculos assassinatos e alguns copos de leite pode ser delicioso como as várias comidas que dão nome aos capítulos, mas a comparação mais apropriada é uma granada de mão que é atirada contra o leitor e explode, ferindo-o com os seus vários fragmentos deixando não somente marcas, mas também em estado de profunda reflexão ao término da leitura.

Anúncios

4 respostas em “Minúsculos assassinatos e alguns copos de leite – Fal Azevedo

  1. Gostei demais de Minúsculos Assassinatos…..Alma vive em um lugar que me marcou muito em uma época de minha vida, e só isso já me fez viajar no livro. A personagem é isso que você falou, o bom humor dela deixa a leitura mais gostosa, apesar das porradas , e a Fal descreve esta história com tanta leveza que chega a ser um livro singelo. Adorei a resenha, você me fez ter boas recordações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s