Mudança de clima – Hilary Mantel

MUDANCA_DE_CLIMA_1255619124B

“Certo dia, quando Kit tinha dez anos, uma visitante cortou os pulsos na cozinha. Esse modo frio e difícil de morrer havia apenas começado quando Kit entrou para pegar um copo de leite. ”  Está é a primeira frase do livro Mudança de clima, da britânica Hilary Mantel, e foi por esta mesma frase que pensei que este seria um livro muito divertido.  Inclusive eu não sei de onde vem meu interesse por ler Hilary Mantel, não é enredos, nem títulos e nada do gênero, mas de alguma forma me sinto atraído por seus livros.

Em Mudança de clima somos apresentados ao casal Ralph e Anna e seus quatro filhos: Kit, Julian, Robin e Rebecca, que vivem em uma grande casa no interior da Inglaterra, no ano de 1970. Ralph e Anna são missionários e antes de voltarem a morar na Inglaterra eles trabalharam por um período como missionários na África do Sul em 1956, durante a apartheid, e sendo dois jovens nesta época eles eram alvos fáceis para várias pessoas de caráter duvidoso, sejam eles policiais cheios de autoritarismo ou pessoas de má índole que pediam ajuda para eles.  Até que por fim uma grande tragédia faz com que eles voltem a viver na Inglaterra, e   depois de alguns anos eles conseguem seguir com suas vidas, mas em 1970 (tempo presente em que a trama se passa) uma das caridades de Ralph põem em risco este tênue equilíbrio.

Bom, então vamos lá Hilary Mantel consegue recriar perfeitamente ambientes e climas daquilo que narra, consegue criar personagens formidáveis, e consegue narrar de forma muito equilibrada durante todo o livro, mas mesmo assim eu não consigo achar este livro divertido, mesmo a autora tendo tudo a seu favor. Para mim o grande problema é que falta menos engessamento, por parte dela mesma, ela explora pouco, a maioria dos seus personagens tem grande autocontrole, e as próprias situações narradas, mesmo as mais tensas, parecem serem amenas, não existe grandes explosões de sentimentos ou descontrole.

Outros dois fatores que me incomodaram muito neste livro foram os constantes “flashbacks”, não sei vocês, mas este recurso usado mais de uma vez, indicando um passado misterioso e não revelado me cansa um bocado. E também os capítulos bem longos (novamente, não sei com vocês, mas eu só paro de ler ao final de um capítulo e capítulos longos são meio complicados quando tenho pouco tempo). Mas ao menos   nestes livros os” flashbacks” são mais bem escritos do que no primeiro livro que li desta autora (Além da escuridão).

No geral, Mudança de clima é um livro bem escrito, reconheço, mas que não me atraiu muito e somente cheguei até o final pela força do hábito. É uma trama onde a autora tinha boas ideias, mas acabou deixando – as  mal – aproveitadas, criando assim um livro amorfo e bem na média, diferente do que sugere os vários elogios na contracapa.    

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s